Como pedi-lo / Visão Global de Visto de Não Imigrante

Informação geral

De maneira geral, o cidadão de um país estrangeiro que queira entrar nos Estados Unidos deve primeiro obter um visto que, quando concedido, é colocado no seu passaporte. Cidadãos de certos países podem viajar para os Estados Unidos sem necessitarem visto, desde que cumpram as exigências do Programa de Isenção de Vistos. O VWP permite que viajantes, com passaporte electrónico válido, entrem nos Estados Unidos sem necessidade de um visto, desde que vão em negócios ou lazer por um periodo inferior a 90 dias. Para saber se se qualifica para uma isenção de visto, por favor aceda a https://travel.state.gov/content/travel/en/us-visas/tourism-visit/visa-waiver-program.html. Qualquer pessoa que viaje para os Estados Unidos, por qualquer motivo que não seja negócios ou turismo, necessita um visto.


Preciso de um visto para viajar para os Estados Unidos?

Angola não é um membro participante do Programa de Isenção de Visto dos EUA. Cidadãos de Angola terão de pedir um visto de Não Imigrante para poder viajar para os Estados Unidos.

No entanto, se viajar a partir de Angola mas for cidadão de um país participante no Programa de Isenção de Vistos, por favor consulte o Programa de Isenção de Vistos dos EUA em https://travel.state.gov/content/travel/en/us-visas/tourism-visit/visa-waiver-program.html de modo a determinar se é cidadão de um país participante.

Viajantes que se qualifiquem para o Programa de Isenção de Visto devem obter autorização para entrar nos Estados Unidos através da Autorização Electrónica de Viagem (ESTA) https://esta.cbp.dhs.gov/esta. Viajantes cujo pedido ESTA seja rejeitado e ainda desejem viajar para os Estados Unidos, devem preencher um requerimento de Visto para Não Imigrante, neste site.

Alguns viajantes, cidadãos de um país parceiro do Programa de Isenção de Visto, poderão mesmo assim não poder viajar para os Estados Unidos sob este Programa. Se viajou para o Irão, Iraque, Líbia, Sudão, Síria, Somália ou Iémen depois de Março de 2011, não é elegível para viajar no âmbito do Programa de Isenção de Vistos. Da mesma maneira, se tem dupla nacionalidade do Irão, Iraque, Sudão ou Síria, também não é elegível para viajar no âmbito do Programa de Isenção de Vistos. Estes viajantes devem pedir um visto de não imigrante, com bastante antecedência à data de viagem desejada, para evitar atrasos desnecessários.

Quem tenha uma viagem iminente pode pedir uma entrevista de urgência. Para pedir uma entrevista de urgência, primeiro marque uma entrevista para a primeira data disponível. Depois, entre na sua conta, clique em 'Continuar', selecione 'Entrevista Urgente', e siga as instruções. Deve incluir neste pedido a data e a finalidade da viagem, bem como uma cópia de qualquer mensagem recebida da Alfândega e Proteção de fronteiras dos Estados Unidos, sobre o estado do seu ESTA e, se for o caso, o porquê do seu ESTA ter sido negado.

Mais informações acerca das restrições para poder viajar sob o Programa de Isenção de Visto, incluindo os requisitos para um passaporte electrónico, estão disponíveis em https://travel.state.gov/content/travel/en/us-visas/tourism-visit/visa-waiver-program.html.


Etapas necessárias para pedir um Visto para os EUA

Se for necessário pedir um visto para poder viajar para os Estados Unidos, o processo seguirá as seguintes etapas:

  1. Determine o tipo de visto necessário para viajar para os Estados Unidos. Pode encontrar informação acerca dos tipos de Visto https://travel.state.gov/content/travel/en/us-visas/visa-information-resources/all-visa-categories.html.
  2. Preencha o formulário DS-160, que se encontra online, para iniciar o seu pedido de visto. O DS-160 é um formulário online do Governo dos EUA e só pode ser preenchido em https://ceac.state.gov/CEAC. Cada candidato tem que preencher este formulário antes de usar quaisquer serviços neste site.
  3. Volte ao site e complete as seguintes etapas para poder agendar uma entrevista na Secção Consular:
    • Crie uma conta de utilizador
    • Insira o número de confirmação do DS-160 para cada candidato que está a solicitar o Visto
    • Pague o(s) Emolumento(s) do pedido de Visto de Não Imigrante (MRV)
    • Agende uma entrevista na Secção Consular
  4. Compareça na data agendada na Secção Consular.

Nota: Requerentes de uma determinada idade ou que vão renovar um visto americano emitido anteriormente, podem qualificar-se para pedir um visto sem terem de comparecer a uma entrevista Consular. A elegibilidade para isso será determinada no momento em que o/a Requerente se regista neste site e completa o seu processo. A determinação será feita com base nas respostas fornecidas aos critérios de qualificação.

Refugiados em viagem devem contactar directamente a Secção Consular, através do seguinte email consularluanda@state.gov.



Visto Recusado

Se o visto for recusado, o funcionário consular entregará ao requerente uma carta que explica o motivo da rejeição do visto.

Se a carta de rejeição estiver identificada com 214(b), geralmente explica que, de momento, o requerente não cumpre os requisitos para atribuição um visto ao abrigo das leis de imigração dos EUA. Se o requerente optar por voltar a solicitar o visto, deve apresentar um novo pedido, pagar novamente o emolumento de visto, agendar uma nova entrevista e fornecer informações sobre como as circunstâncias mudaram desde o pedido inicial de visto.

Se a carta rejeição estiver identificada com 221(g), geralmente inclui medidas adicionais que o requerente precisa tomar para dar seguimento ao pedido de visto. A carta também incluirá instruções sobre como completar os passos adicionais necessários. O requerente não terá que pagar novamente o emolumento de visto.

Ocasionalmente, os pedidos podem requer processamento administrativo adicional, o que pode atrasar a atribuição do visto. Se for necessário processamento administrativo, a carta também estará identificada com 221(g) e incluirá instruções adicionais.

Se precisar de informações específicas em relação à rejeição do pedido de visto, entre em contacto com a Secção Consular na qual foi à entrevista através do correio eletrónico ConsularLuanda@state.gov.